Sua organização não precisa de dinheiro ? Tem certeza ?

Como assim ?

Nós ouvimos das organizações que a situação está difícil, que não há recursos, que os projetos estão com problemas graves. Como concordar com essa visão negativa ?

Será que sua equipe não está inserida no projeto, problemas e ficou sem tempo de dedicar aos projetos de captação de recursos ?

Como reverter esse quadro ?

Em primeiro lugar precisamos nos colocar na posição do doador que não conhece a sua organização e teve vontade de doar.

A seguir ele te descobriu por um folheto, indicação ou rede social e, para ter a certeza das suas necessidades, vai para o seu site. Lá ele vai fazer a leitura dos seus projetos, suas necessidades, avaliar suas fotos e analisar sua credibilidade.

Agora, num mundo digital e veloz, sua organização precisa criar um caminho fácil, atrativo, convincente e agradável para que o doador aceite seu pedido e consiga doar os recursos para seu projeto social. Então vamos fazer uma checagem:

[  ] Ter um site

[  ] O seu site deve ser “ponto-org” e não “ponto-com”(comércio);

[  ] Ter uma indicação do lugar onde ele possa clicar para doar, ou seja, uma área para receber o seu doador com as alternativas para que ele envie o dinheiro até sua organização.

[  ] Ter espaços que contemplem o seu trabalho, dizendo o que foi feito, como foi feito e porque foi feito.

[  ] Ter áreas ou espaços em que se diga quais são as suas necessidades, como pretende utilizar os recursos e como pretende pagar as contas utilizando-os.

[  ] Por fim uma área de transparência das suas contas, apresentando o balanço, as demonstrações de gastos, justificativas e certidões negativas (quando houver financiamento público deverá ter também cópia dos contratos celebrados).

[  ] Certifique-se de ter um email que seja visto e acompanhado diariamente e, preferencialmente que traga o nome da sua organização e não um nome comercial.

Com as medidas acima nós eliminamos as barreiras entre o doador e seus projetos sociais, diminuindo os entraves e barreiras para a entrada de recursos.

       Agora já dá para estudar campanhas, vaquinhas eletrônicas, projetos sociais públicos ou privados.

Boa Sorte !


Font Resize