Tecnologia em prol do prazer

Você já parou para pensar no quanto de evolução tecnológica nos tivemos nos últimos 20 anos ? 

Daria uma lista enorme de coisas que tiveram uma evolução importante ! A internet, os smartphones, computadores, televisor, vibradores, enfim, uma infinidade de coisas que nos dias de hoje nos perguntamos como conseguíamos viver sem !

Opa, peraí… VIBRADORES !?! 

Sim, queridos e queridas ! Os vibradores evoluíram, e muito, nessas duas últimas décadas e, pasmem, eles se tornaram muito mais acessíveis às pessoas com deficiência !

Com texturas, materiais, cores e, principalmente, formatos dos mais diversos, os vibradores atuais estão cada vez mais “democráticos” e atendendo a um maior número pessoas e às mais diferentes formas de prazer !

Há 20 anos atrás, esse famoso objeto era cilíndrico, feito de um plástico rígido e movido à pilha. 

Hoje, há vibradores para todos os gostos ! A tecnologia trouxe a possibilidade, inclusive, de controlar a intensidade e o tipo de vibração através do celular ou do computador. 

Logo penso na acessibilidade ! Para quem não tem muitos movimentos de membro superior ou mesmo força e mobilidade manual, esta pode ser uma opção muito interessante !

Mas os avanços não param por aí. Recentemente, recebi a notícia da criação do Neurodildo, idealizado pela pesquisadora Rita Wu.

O Neurodildo articula duas tecnologias cada vez mais protagonistas do nosso futuro de possibilidades: a interface cérebro-computador e a inteligência artificial

A ideia é que, à distância, seja possível uma pessoa, apenas com o pensamento, possa controlar a velocidade e o movimento do vibrador em outra pessoa e receber, de volta, o quanto de prazer o(a) parceiro(a) está sentindo.

Dá para acreditar ? Com essas novas tecnologias, é possível controlar o vibrador e experimentar nossas sensações de forma cada vez mais autônoma. 

Enquanto tudo isso ainda não está disponível no mercado, que tal conhecer os modelos já existentes ? Tenho certeza que eles garantirão bons momentos, seja sozinho ou a dois (a três ou mais !).

 

Foto: Kica de Castro
  • Paula Ferrari é fisioterapeuta, especialista em reabilitação neurológica. Há 10 anos trabalha com a temática da sexualidade da pessoa com deficiência. Modelo fotográfica da agência Kica de Castro Fotografias. 

 

Email: [email protected]

 

___________

 

Baixe a cartilha sobre os Desafios para o Sistema Único de Saúde aborda:

  • Direitos e Saúde Sexual e Reprodutiva

  • Algumas Diretrizes buscando qualidade de vida sexual das Pessoas com Deficiência

  • Algumas Ações

Acesse no link: http://revistareacao.rds.land/lp-direitos-sexuais-e-reprodutivos-e-pessoas-com-deficiencia