Test-Drive Novo Uno Way Automático

A família Novo Uno da Fiat é bastante grande, mas um dos modelos que mais se destaca é este, dotado com câmbio Automático Dualogic Plus, motor 1.4 Way, que  vem agradando tanto condutores como não condutores, com seu sistema inovador

Mais uma vez, em parceria com a fábrica (Fiat) que nos cedeu um modelo do Novo Uno Way – automático (Dualogic) – 1.4 – para que pudéssemos testar o carro, a Revista Reação traz aos leitores as impressões de seu corpo técnico especializado. E podemos adiantar que elas foram boas.

Dessa vez, não adaptamos o veículo, procuramos fazer um teste pensando não no condutor, mas na família ou naquele condutor que não necessariamente é um cadeirante. Até porque, o Novo Uno nesse quesito – transporte de cadeira de rodas – deixa um pouco a desejar, seja pelo espaço interno limitado e também pelo tamanho do seu porta-malas.

Mas por outro lado, o veículo é excelente opção para atender outros tipos de usuários com deficiências ou familiares. Pessoas amputadas de membros inferiores,  hemiplégicos ou mulheres mastectomizadas, por exemplo, tem no Novo Uno automático uma ótima opção. Isso sem contar na família de PcD ou tutores, que precisam de um carro compacto e com boa relação custo x benefício. Nesses casos o compacto automático da Fiat é imbatível !

A montadora, que já havia acertado a mão no design quando lançou a nova família do velho conhecido Uno, agora com essas novas versões caprichou ainda mais. Deu a alguns dos modelos alguns acessórios que os deixaram com ar mais esportivo, arrojado… rejuvenescendo e dando um ar de “força” com um toque “bombadinho”, aventureiro, onde detalhes dos apliques plásticos na lataria e lanternas fazem a diferença, juntamente com os pneus de uso misto, meio cidade, meio lameiros, e as rodas de muito bom gosto. Ficou bem harmonioso e moderno !

 

Acessibilidade, transferência, dirigibilidade, conforto, espaço interno e porta-malas

Olhando de fora o Novo Uno parece apertado. É pequeno, até apertado sim, mas não para o motorista e o acompanhante do lado. Na frente ele surpreende e oferece um excelente espaço e boa acomodação para o motorista, que fica numa posição confortável para dirigir. Já os ocupantes do banco traseiro, esses sofrerão um pouco. Não recomendamos o Novo Uno para cadeirantes. A abertura de porta do motorista é pequena na angulação, a boca (espaço da porta) para a transferência também é pequeno e dificulta a movimentação para a transferência da cadeira para o carro e do carro para a cadeira. É possível sim o uso do carro por cadeirantes, mas com dificuldade nesse quesito.

Outro ponto que pega é o pequeno espaço da cabine para aqueles cadeirantes que guardam suas cadeiras dobradas ou desmontadas dentro do carro, colocadas por eles mesmos. Tem pouco espaço para a movimentação da cadeira por cima do usuário para coloca-la dentro do carro. E no porta-malas, ele só consegue levar uma cadeira dobrável em “x” e desmontada por completo. Mesmo assim, tem que ser retirado o tampão traseiro.

Mas como já dissemos, o universo de pessoas com deficiência é enorme e a própria Fiat, por exemplo, oferece outros modelos perfeitos para atender aos cadeirantes.

O Novo Uno é atraente e tem inúmeras qualidades para atender vários outros tipos de usuários e consumidores com e sem deficiências.

Começamos pelo lindo painel. Moderno e agradável, com boa acessibilidade a todos os comandos, principalmente porque parte deles está no próprio volante. Além disso, conta com vidros e elétricos com acionamento nas portas e regulagem elétrica dos retrovisores, e também ar-condicionado.

No painel o motorista tem todo controle de informações do carro pelo computador de bordo. É macio – tem direção hidráulica – confortável e silencioso.

O câmbio Dualogic do Novo Uno parece ser mais eficiente que dos outros modelos da marca. Pode ser pura impressão, mas que parece, parece. Pelo menos é bem mais prático de ser usado. É perfeito para uso urbano, e o motorista pode optar pela condução comum ou acionar o botão “sport”, que dá uma bela diferença na condução mais esportiva e esperta do carro. Além do que, pode optar pelo botão que permite as trocas de marcha pelo sistema de borboletas manuais atrás do volante. O preço é outro item desse modelo que, com as isenções para PcD, pode ficar interessante.