Toyota Yaris – Hatch e Sedan

Vamos conhecer um pouco mais do maior lançamento da Toyota dos últimos tempos 

Mais uma vez em uma parceria entre a editora e a fábrica, a Toyota enviou para a Revista Reação um modelo Yaris Hatch 1.3 CVT e um modelo Yaris Sedan 1.5 CVT – automáticos e flex, para realizarmos os testes necessários. Para isso, contamos mais uma vez com o apoio e parceria da La Macchina, adaptadora de veículos com sede na capital paulista, no bairro da Vila Mariana, que instalou nos carros uma alavanca de freio e acelerador, e um pomo giratório no volante, permitindo que pudessem ser submetidos aos testes diretamente com os usuários com deficiência, além de nossa equipe de consultores especializados exclusiva e com mais de 20 anos de experiência no tema.

O Yaris – tanto Sedan quanto o Hatch – tem alguns itens interessantes e que dão a ele uma excelente relação custo x benefício, além da marca Toyota que já é um “selo” de confiança para o consumidor. Com o Yaris, a Toyota entra de vez no segmento de compactos “Premium”, visando ampliar ainda mais sua presença no Brasil. O modelo já existe fora do Brasil há algum tempo.

Os dois possuem motores com bloco e cabeçote de alumínio e duplo comando de válvulas variável. A distância entre-eixos é de 2.550 mm – proporcionando maior estabilidade e espaço interno para as pernas dos ocupantes dos bancos traseiros. O Yaris é realmente, em praticamente tudo, um misto entre o Corolla – campeão absoluto de vendas na categoria e também, campeão na preferência do público PcD segundo a pesquisa do “carro do ano” da Revista Reação em suas últimas edições – e com um pouco do Etios. Ele fica no meio, porém, com um design e beleza bastante próprios.

Isso tudo já se percebe ao entrar no carro. O acabamento é quase todo feito de plástico rígido, porém bastante moderno. O painel de instrumentos com fundo colorido possui uma tela – também colorida – no lado direito, com diversas informações, incluindo velocímetro digital. O acabamento em preto brilhante espalhado por toda a cabine dá um certo toque de sofisticação. Ar condicionado digital, teto solar no modelo top de linha, faróis de neblina, rodas de liga leve, frisos laterais, lanternas escuras… tudo é muito bem pensado, deixando o Yaris bastante competitivo no quesito modernidade, beleza e sofisticação. A capacidade do tanque de combustível do Yaris é de 45 litros.

Fabricado em Sorocaba/SP, na nova planta da Toyota, o modelo também possui uma versão abaixo de R$ 70 mil, permitindo as isenções completas para quem tem direito.

Desempenho, conforto e dirigibilidade

Gostoso de dirigir, confortável e macio, o Yaris – tanto o Sedan como também o modelo Hatch – apesar de motorizações diferentes, apresentam bom desempenho, tanto na cidade como na estrada. A posição de dirigir é confortável e a visibilidade para o motorista é muito boa de qualquer ponto do carro. Com um ar que mistura o sóbrio e o esportivo, o modelo da Toyota agrada aos consumidores mais tradicionais e os mais arrojados, correspondendo a todas as expectativas.

Seu câmbio automático é CVT, que oferece mais conforto a quem dirige e segurança, respondendo bem e não deixando o motorista sentir as trocas de marcha. Ele se adapta bem a qualquer forma de dirigir dos mais diversos tipos de motoristas. Tem respostas rápidas quando exigido para quem gosta de pisar mais fundo e é ao mesmo tempo suave, proporcionando uma direção agradável para quem conduz de forma mais leve. O consumo é razoável – não parece ser tão econômico quanto o Etios, por exemplo – principalmente quando se usa o Etanol e dentro da cidade, mas nada que mereça ser chamada a atenção. Para quem usa a adaptação – alavanca de freio e acelerador – a posição de dirigir é gostosa e o descanso de braço do motorista na porta deixa o apoio para a condução confortável.

Ainda falando de design, a frente do Yaris tem traços modernos e atraentes, bastante harmônicos e com linhas contínuas. Os faróis são compridos e se integram à grade dianteira. Na lateral eles trazem traços suaves e delicados. Na traseira, os modelos Hatch e Sedan apostam em lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas. O Hatch ficou com aparência mais esportiva e jovem, já o Sedan, tem um toque de personalidade e estilo próprio.

Acessibilidade e espaço interno

A altura do carro em relação ao solo é um dos pontos positivos dos modelos da Toyota. Ele parece baixo olhando de fora, porém, o banco do motorista fica na altura ideal para quem se utiliza de cadeira de rodas e precisa fazer a transferência da cadeira para o carro e do carro para a cadeira. A transferência é bastante confortável também pelo fato do bom ângulo de abertura da porta do motorista, permitindo que a cadeira chegue bem perto do carro.

O espaço interno é muito bom. Grande por dentro e do tamanho certo por fora, o Sedan e o Hatch atendem muito bem, não só ao motorista, mas também aos passageiros.

A acessibilidade aos comandos de volante e do painel pareceu bastante simples. A regulagem de altura do volante ajuda bastante, bem como o botão de partida sem chave – principalmente para quem tem limitações nos membros superiores. Vale ainda  ressaltar os comandos de acionamento de faróis e tudo que fica também concentrado no volante e na região do seu entorno, facilitando bastante a acessibilidade dos comandos. O sensor de estacionamento – que auxilia e muito a pessoa com deficiência nas manobras mais sensíveis – comandos de rádio no volante, direção hidráulica, trio elétrico, ABS, EBD, air bag, uma nova central multimídia com tela de 7 polegadas, enfim… bem completos. A visibilidade geral é boa e de forma geral, a ergonomia é  acertada e a acessibilidade boa aos principais comandos, com destaque também para os vidros elétricos com comando no descanso de braço do motorista e ajustes elétricos dos retrovisores.

Porta-malas: bom no Hatch e maravilhoso no Sedan

Os porta-malas dos dois modelos do Yaris são muito bons, mesmo para quem precisa transportar uma cadeira de rodas, tanto dobrável em “x” como monobloco.

No Hatch, a capacidade é de 310 litros, já no Sedan são 473 litros, sendo o grande destaque dessa versão. É impressionante o espaço do porta-malas do Sedan, capaz de levar cadeira de rodas e bagagens, compras, tudo e mais um pouco. Com uma boca de porta-malas bem ampla, sem obstáculos, e uma tampa com ângulo de abertura bastante amplo. Isso tudo facilita a vida de cadeirantes, idosos e até dos familiares das pessoas com deficiência ou com mobilidades reduzidas em geral. Até mesmo o porta-malas do Hatch, mesmo sendo menor, também é muito prático e eficiente. Mas para quem precisa mesmo de espaço de porta-malas é no Sedan que encontra a solução que procura. De qualquer forma, os dois modelos atendem muito bem.